5 maneiras de lidar com os ciúmes de forma positiva

Já todos passamos por situações ciumentas ou cenas de ciúmes – algumas partilhadas com o companheiro(a), outras sofridas em silêncio. O ciúme é um sentimento inato à natureza humana e, embora seja quase sempre conotado negativamente, existem formas positivas de lidar com os ciúmes.

1. Ciúmes = Amor

Observar o seu namorado(a) a conversar com outra mulher ou homem extremamente atraente pode facilmente despoletar sentimentos de ciúmes… e ainda bem! Talvez fosse pior se não sentisse nada! Ao verificar que outra pessoa possa sentir-se atraído pelo seu companheiro(a) e ver que essa reação se transforma numa pontinha de ciúmes, está a validar o seu amor por ele ou por ela, o orgulho que tem em estar com essa pessoa e a vontade que tem de a relação continuar a dar certo. Isso é extremamente positivo, por isso, porquê deixar que os ciúmes se transformem em algo negativo como uma cena ou discussão desagradável?

2. Ciúmes = Mais empenho na relação

Já alguma vez pensou que os ciúmes que sente cada vez que o seu parceiro fala de uma certa colega de trabalho ou quando a sua namorada vai tomar café com aquele amigo podem ser um indicador de que falta algo na vossa própria relação? Talvez gostasse que ela o convidasse para ir tomar um simples café de vez em quando? Talvez gostasse de ter o tipo de conversas que ele tem com a colega do escritório? Transforme os ciúmes em mais empenho e dedique-se mais à sua relação, começando por comunicar as suas necessidades ao seu companheiro(a) e pedindo que ele/ela faça o mesmo.

3. Ciúmes = Autoestima

Os ciúmes não só criam sentimentos de frustração, raiva e insegurança no seio de um casal, como podem abalar a nossa própria autoestima: não sou tão bonito, inteligente, feliz ou confiante como essa pessoa com quem ele/ela está a conversar e a divertir-se imenso. Evite que os ciúmes se transformem em ataques negativos a si próprio – não se deite abaixo! Em vez disso, aproveite esse ataque ciumento para se auto-motivar e mude aquilo que quer mudar em si, seja o corte de cabelo, a forma como se veste ou o regresso ao ginásio. Independentemente do tipo de ciúme, utilize-o como um incentivo para cuidar mais de si, para crescer e ser uma pessoa melhor – quer seja a nível físico, mental ou espiritual.

4. Ciúmes = Quebrar rotina

É inevitável – uma relação de longa data torna-se, em alguns momentos, monótona e sem aquela chama da paixão inicial. Aproveite a intensidade e o “fogo” desses ciúmes para quebrar a rotina da própria relação – afinal de contas, é consigo que ele/ela (ainda!) está! Não dê motivos para o seu parceiro(a) andar à procura de outro tipo de divertimento, pois, se ele/ela tiver tudo o que precisa em casa, dificilmente voltará a sentir um ataque de ciúmes monumental. Porém, para garantir isso, uma relação tem de ser acarinhada diariamente e isso passa, em grande parte, por fugir à rotina.

5. Ciúmes = Gestos de carinho

Quem se sente amado, acarinhado e sexualmente satisfeito, dificilmente sente aqueles ciúmes avassaladores, porque está bem e sente-se seguro na sua relação. Mas, se tiver um ataque ciumento, isso não poderá ter na sua base a falta de carinho? E será que a outra pessoa não estará a sentir exatamente a mesma coisa? Uma relação saudável necessita de carinho físico e verbal, de forma contínua, e de ambas as partes. Transforme os ciúmes em gestos de carinho, em palavras positivas e crie mais amor na sua vida a dois. Quanto aos ciúmes? Nem vê-los.

A sua votação: